Páginas

MENU

Menu Deslizante

PAI NOSSO

PAI NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU, SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME, VEM A NÓS O VOSSO REINO, SEJA FEITA A VOSSA VONTADE ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU. O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAÍ HOJE, PERDOAI-NOS AS NOSSAS OFENSAS, ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS A QUEM NOS TEM OFENDIDO, NÃO NOS DEIXEI CAIR EM TENTAÇÃO MAS LIVRAI-NOS DO MAL. AMÉM.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

CONSAGRAÇÃO A JESUS PELAS MÃOS DE MARIA

Nossa Senhora do imaculado CoraçãoÓ Sabedoria eterna e encarnada, amabilíssimo e adorável Jesus, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, Filho único do Eterno Pai e de Maria sempre Virgem!

Eu Vos adoro profundamente no seio e nos esplendores de Vosso Pai, durante a eternidade, e no seio virginal de Maria, Vossa digníssima Mãe, no tempo da Vossa Encarnação.

Dou-Vos graças por Vos terdes aniquilado a Vós mesmo, tomando a forma de um escravo para libertar-me da cruel escravidão do demónio.

Eu Vos louvo e glorifico por terdes querido submeter-Vos em tudo a Maria, Vossa santa Mãe, a fim de tornar-me, por Ela, Vosso fiel escravo.

Mas eis que, ingrato e infiel como sou, não tenho cumprido as promessas e votos que tão solenemente Vos fiz no meu baptismo; não tenho cumprido os meus deveres e não mereço ser chamado Vosso filho e nem Vosso escravo. E como nada há em mim que não mereça a Vossa repulsa e a Vossa có1era, já não ouso aproximar-me, sozinho, da vossa santíssima e augustíssima Majestade.

Recorro, pois, à intercessão e a misericórdia de Vossa Santa Mãe que me destes para Medianeira junto de Vós; é por intermédio d'Ela que espero obter de Vós a contrição e o perdão dos meus pecados, a aquisição e a conservação da Sabedoria.

Eu Vos saúdo, pois, ó Maria Imaculada, tabernáculo vivo da Divindade, onde a Sabedoria eterna escondida quer ser adorada pelos Anjos e pelos homens.

Eu Vos saúdo, ó Rainha do céu e da terra, a cujo império está sujeito tudo o que existe abaixo de Deus.

Eu Vos saúdo, ó Refúgio seguro dos pecadores, cuja misericórdia a ninguém jamais faltou. Atendei aos desejos que tenho da divina Sabedoria e recebei, para isso, os votos e ofertas que a minha baixeza Vos apresenta.

Eu, (Nome)..., pecador infiel, renovo e ratifico hoje nas Vossas mãos, as promessas do meu baptismo. Renuncio para sempre a satanás, às suas pompas e suas obras e dou-me inteiramente a Jesus Cristo, Sabedoria encarnada, para segui-Lo, carregando a minha cruz todos os dias da minha vida, e para Lhe ser mais fiel do que fui no passado.

Escolho-Vos, hoje, ó Maria, na presença de toda a corte celeste, para minha Mãe e Senhora; entrego-Vos e consagro-Vos, na qualidade de escravo, o meu corpo e a minha alma, os meus bens interiores e exteriores e até o próprio valor das minhas boas obras passadas, presentes e futuras, deixando-Vos pleno e total direito de dispor de mim e de tudo o que me pertence, sem exceção alguma, segundo o Vosso agrado e para maior glória de Deus, no tempo e na eternidade.

Recebei, ó Virgem benigna, esta pequena oferta da minha escravidão, em união e em honra da submissão que a Sabedoria eterna quis ter da Vossa maternidade; em homenagem ao poder que ambos tendes sobre este verme e miserável pecador, e em acção de graças pelos privilégios com que a Santíssima Trindade Vos favoreceu.

Prometo que, de hoje em diante, desejo, como Vosso verdadeiro escravo, procurar a Vossa honra e obedecer-Vos em tudo.

Ó Mãe admirável, apresentai-me ao Vosso querido Filho na qualidade de escravo eterno a fim de que, tendo-me resgatado por Vós, por Vós me receba.

Ó Mãe de misericórdia, concedei-me a graça de alcançar a verdadeira Sabedoria de Deus e de colocar-me, por isso, no número daqueles que amais, ensinais, guiais, alimentais e protegeis como vossos filhos e escravos.

Ó Virgem fiel, tornai-me em tudo um tão perfeito discípulo, imitador e escravo da Sabedoria encarnada, Jesus Cristo, Vosso Filho, que eu chegue, por Vossa intercessão e segundo o Vosso exemplo, à plenitude da Sua idade na terra e da Sua glória no Céu.

Assim seja.

Fonte: http://sempresosmaria.blogspot.com.br/2011/12/salve-maria-consagracao-jesus-pelas.html

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

A Resistência-USML-na Irlanda plus 3 more

A Resistência - USML - na Irlanda

Mensagem do Rev. Pe. Cardozo aos fiéis da USML no Brasil

30 de julho - Santos Abdon e Senén, Mártires

29 de julho - Ss. Simplício, Faustino e Beatriz, Mártires

A Resistência - USML - na Irlanda

Posted: 30 Jul 2014 07:16 AM PDT

A Resistência na Irlanda, Pe. Craig Bufe Um membro da Resistência irlandesa escreve: Atualmente, há quatro centros de Missas da Resistência na Irlanda, atendidos pelos Padre Bufe: em Kesh, em Newry, em Lonford (Athlone) e em Dublin. [Essas Missas constrangem muito ao padre Angles, o superior local]. Como o Padre Angles tem um grande poder sobre Menzingen, ele é a força motriz de todas as

 

Mensagem do Rev. Pe. Cardozo aos fiéis da USML no Brasil

Posted: 29 Jul 2014 09:32 PM PDT

CONSAGRAÇÃO AO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA   Publicamos a mensagem que o Reverendo Pe. Cardozo enviou aos fiéis da União Sacerdotal Marcel Lefebvre no Brasil, convidando a consagrar-se ao Imaculado Coração de Maria, no mês de Agosto, junto com as Missões. Em seguida, publicaremos a agenda de Agosto dele e do Reverendo Pe. Marcelo Gabert Masi, com os dias das consagrações.

Adicionamos links para

30 de julho - Santos Abdon e Senén, Mártires

Posted: 29 Jul 2014 09:00 PM PDT

30 de julho Santos Abdon e Senén Mártires + 303 Martirológio Romano: Em Roma, no cemitério Ponciano, na Via Porto, Santos Abdon e Sennen, Mártires (CS III). Atributos: como reis ou príncipes, com espada. São protetores das crianças cegas ou raquíticas, dos fabricantes de barril, dos jardineiros e contra os animais nocivos e a geada.   clique para ver mais imagens dos Mártires

29 de julho - Ss. Simplício, Faustino e Beatriz, Mártires

Posted: 29 Jul 2014 09:38 PM PDT

29 de Juljo Ss. Simplício, Faustino e Beatriz Mártires “Quando se ama não se sofre e se se sofre  se ama até o sofrimento” (Santo Agostinho). Santa Beatriz, São Simplício, Nosso Senhor Jesus Cristo, Santo Faustino e outro Mártir Uma Passio do século VIII narra que os irmãos Simplicio e Faustino, denunciados como cristãos, foram martirizados em 303, sob Diocleziano (284 - 305

Fonte: http://farfalline.blogspot.com.br/2014/07/a-resistencia-usml-na-irlanda.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+paleideas+(Pale+Ideas)

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

MENSAGEM DE NOSSA SENHORA NO DIA 25 DE SETEMBRO DE 2014 A Marjia Pavlovic

 

Mensagem de Nossa Senhora no dia 25 de setembro de 2014  a Marjia Pavlovic, em Medjugorje

“Queridos filhos! Também hoje, EU os chamo para serem como as estrelas, que pela sua luz dão luz e beleza aos outros, assim eles podem regozijar-se.

Filhinhos, sejam vocês também a luz, a beleza, a alegria e a paz – e especialmente a oração – para todos aqueles que estão longe do Meu Amor e do AMOR do MEU FILHO Jesus.

Filhinhos, testemunhem a sua fé e a oração com alegria, na alegria da fé que está em seus corações, e rezem pela paz que é um dom precioso de DEUS. Obrigada por terem respondido ao Meu Chamado."

Fonte: Ave Luz

AS SOLENES POMPAS DA NATUREZA

A alma humana é aquilo que admira. Será pela contemplação enlevada dos diversos cerimoniais da natureza que algo da grandeza divina do Criador penetrará em nossos corações.

Lucas Garcia Pinto

Quem parar um pouco para observar os fenômenos climáticos ou geológicos, com facilidade notará que nada do que se passa na natureza apresenta traços de intemperança, agitação ou precipitação. Nada sugere ao espectador frenesi ousol..jpgabalo de temperamento. Pelo contrário, Deus pôs na ordem da criação tal sobriedade, tal majestade, tal solenidade, que se poderia dizer haver nesses fenômenos um cerimonial do universo, renovado a cada dia.

Ainda em se tratando de algo violento, como um vulcão em erupção, ou uma tempestade em alto-mar, o cenário é de pompa e nobreza.

Aquela coluna de fumaça do vulcão, que parece subir ao Céu como o incenso oferecido a Deus pela natureza, é sucedida pelo magma ígneo que escorre, encosta abaixo, solene, avassalador e... terrível.

Na tempestade, nuvens escuras toldam o firmamento, enquanto relâmpagos coruscam pelo horizonte, e trovões ameaçadores compõem o fundo musical deste grandioso espetáculo de cólera. De uma cólera majestosa e imponente.

Em resposta ao céu, o mar lança ao alto suas ondas, como que desafiando o firmamento. O rugido das vagas responde ao estrondo dos trovões. E o mar descarrega sua fúria sobre as rochas e penhascos, que lhe fazem resistência, defrontando com altivez a força das águas revoltas.

Magníficos reflexos da justiça divina!

Já nos pores-do-sol, é a bondade indizível do Criador que se manifesta com particular brilho e riqueza. Bem se entende o motivo pelo qual certos povos com veio contemplativo mais acentuado - como o indiano, por exemplo - se extasiam cada dia diante dos magníficos entardeceres. Com tanta exuberância se apresenta este fenômeno nas praias da misteriosa e atraente Índia, que famílias inteiras cobrem as areias para, quiçá, ouvir intuitivamente a mensagem que Deus quer lhes transmitir através das multicolores vestimentas do céu.

Diz-se que o homem é aquilo que come. Com mais propriedade, pode-se dizer que a alma humana é aquilo que admira. Será pela contemplação enlevada desses diversos cerimoniais da natureza que algo da grandeza divina do Criador penetrará em nossos corações.

Fonte: http://www.arautos.org/artigo/62071/As-solenes-pompas-da-natureza.html

O CENTRO DA MISERICÓRDIA

Do cetro entregue a Maria por seu Divino Filho emanará sempre a força necessária para enfrentarmos qualquer adversidade. Porque, mais ainda do que Rainha e Senhora, Ela é Mãe extremosa de cada um de nós.

Emelly Tainara Schnorr

Tempo houve em que, conforme narram as Sagradas Escrituras, o povo judeu recebeu a ameaça de ser exterminado pelo Rei Assuero. Nesse momento crucial da sua história, entrou em cena a rainha Ester intercedendo junto ao monarca pelos seus e obtendo-lhes a salvação (cf. Est 3 - 7). Recordemos como isso se deu.

A PRESENÇA DE DEUS NO DEUS CRIADO

Talvez não exista a heresia pura, no sentido de que sempre se mescla aí algo de verdade junto ao veneno da falsidade. Um tanto disso ocorre com o panteísmo, que afirma que tudo é Deus, ou que todo o criado é uma parte de Deus.

presenca_de_deus_1.jpg

É claro que o panteísmo é facilmente refutável a partir do ponto de vista filosófico, e também a partir do sentido comum: não é senão olhar-se a si mesmo, ver as muitas limitações próprias e constatar que muito distante de ser Deus somos seres extremamente frágeis, contingentes, finitos, incoerentes, inconstantes, etc. (ainda que em muitos haja ínfulas de deuses, diga-se de passagem!).

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

“A FORÇA DA IGREJA NÃO ESTÁ NAS ESTRUTURAS, MAS NO AMOR DE DEUS”

Nesta primeira quarta-feira de outono em Roma, mais de 50 mil pessoas compareceram à Praça São Pedro para ver e ouvir o Papa Francisco. Apesar da chuva, o Pontífice deu a volta da Praça com o ‘papamóvel’, distribuindo sorrisos e gestos de carinho a todos.

O tema da catequese foi a sua viagem apostólica à Albânia, realizada domingo, 21. O Papa se disse muito agradecido por ter mostrado a proximidade da Igreja a este povo que foi durante tanto tempo oprimido por um regime desumano e que vive agora uma experiência de convivência pacífica entre as religiões:

Por isso, o centro da viagem foi o encontro inter-religioso no qual constatei, com satisfação, que, com a pacífica e frutuosa convivência entre pessoas e comunidades de religiões diferentes, é possível estabelecer um diálogo frutuoso entre as religiões, sem que isto signifique dar espaço ao relativismo ou ao menosprezo da identidade de cada um”.

O Pontífice contou aos fiéis presentes na Praça São Pedro que nas ruas da capital albanesa, Tirana, viu fotos de 40 sacerdotes assassinados durante a ditadura comunista para os quais está em andamento uma causa de beatificação:

Eles se somam às centenas de religiosos cristãos e muçulmanos assassinados, torturados, presos e deportados somente porque acreditavam em Deus. Foram anos sombrios, nos quais foi pisoteada a liberdade religiosa e era proibido crer em Deus, milhares de igrejas e mesquitas foram destruídas e transformadas em lojas e cinemas da propaganda marxista. Livros religiosos foram queimados e os pais proibidos de dar aos filhos nomes de santos ou antepassados. A recordação destes eventos é essencial para o futuro de um povo. A memória dos mártires que resistiram na fé é a garantia do destino da Albânia, pois seu sangue não foi derramado inutilmente, mas é uma semente que trará frutos de paz e de colaboração fraterna”.

Francisco lembrou também o encontro com os sacerdotes, pessoas consagradas, seminaristas e movimentos laicais e a comovente recordação das vítimas de perseguições e dos mártires albaneses:

Eles não são os vencidos, mas os vencedores. Seu heróico testemunho reflete o poder absoluto de Deus, que sempre consola seu povo, abrindo novos caminhos e horizontes de esperança. Isto tudo nos confirma que a força da Igreja não vem da sua capacidade organizativa nem das estruturas, mas do amor de Cristo. Este amor nos sustenta nas dificuldades e nos inspira a bondade e o perdão, e demonstra a misericórdia de Deus”.

Terminando a catequese, o Papa renovou o convite à coragem do bem, para construir o presente e o amanhã da Albânia e da Europa:

Que a lembrança de um passado duro se converta numa maior abertura aos irmãos, especialmente aos mais fracos, para assim dar testemunho do dinamismo da caridade, tão necessária no mundo de hoje”.

A este ponto, Francisco pediu aos fiéis que encorajassem o povo albanês, tão corajoso, trabalhador e pacífico na busca da unidade, e foi atendido com um aplauso da Praça.

No final do encontro, o Papa concedeu a todos a sua bênção apostólica, mas antes, cumprimentou os brasileiros vindos de Novo Hamburgo, Jundiaí, Santo André e da Bahia, com votos de que sua peregrinação “seja uma oportunidade de contemplar a beleza da fé e da união com Cristo, para viver plenamente a vossa vocação cristã”.

Dirigindo-se aos fiéis de língua árabe, Francisco admitiu que por vezes, em certos lugares do mundo, o testemunho de Cristo é difícil e perigoso, podendo até custar a vida. “Mas, se o vivermos com fidelidade, perseverança e fé, ele se transforma numa fonte inesgotável de alegria e bem-aventurança. Cristo não se esquece de seus discípulos: sejam causa de reconciliação e unidade - exortou-; sejam sempre testemunhas autênticas da verdade, da justiça, da paz e da caridade”, completou.

Na audiência, estava também presente um grupo de cidadãos colombianos vítimas e guerrilheiros que combateram o conflito que há quase 50 anos devasta material e socialmente a Colômbia. O grupo recebeu uma benção especial do Papa como um convite à reconciliação e ao diálogo.

No grupo, liderado por Alejandro Eder, diretor da Agência Colombiana para a Reintegração, estavam um ex-refém, um ex-guerrilheiro e um ex-paramilitar, testemunhas da campanha nacional “Sou capaz de viver em harmonia”. A iniciativa – segundo o site “Sismografo", conta com o engajamento da Igreja colombiana, que sugeriu cinco passos concretos que os cidadãos podem realizar em favor de uma paz estável, verdadeira e duradoura.

Fonte: Rádio Vaticano

terça-feira, 23 de setembro de 2014

PAIS PRECISARIA INVESTIR CERCA DE R$ 100 MIL PARA CANONIZAÇÃO DE SANTOS

 Atualizada às 21/09/2014 01:17:12

FRANCISCO EDSON ALVES

Rio - Por que o Brasil, com mais de 123 milhões de católicos, só tem três santos — José de Anchieta, Madre Paulina e Frei Galvão? Faltam dinheiro e lobby de parentes e amigos para divulgar as virtudes dos candidatos à santidade junto ao Vaticano, onde um processo, que envolve quatro etapas (Servo de Deus, Venerável, Beato e Santo), pode durar décadas e custar mais de R$ 100 mil.

A conclusão, do pesquisador de beatificações Lauro Barretto, vai constar no livro de sua autoria “A Menina Odetinha e o Padim Padre Cícero — Duas Santidades sob Enfoque”, que será lançado em breve. Para ele, quem possui mais dinheiro tem mais chances de chegar ao posto de santo.

Sérgio Amaral, 38, agradece uma graça alcançada por intermédio do surfista e seminarista Guido Schäffer, sepultado no São João Batista

Foto:  Carlo Wrede / Agência O Dia

“É o caso da carioca Odetinha (Odette Vidal de Oliveira, que morreu de hepatite e paratifo, em 1939, aos 9 anos), cujo processo de beatificação teve início em janeiro deste ano. A família milionária abriu a carteira e teve papel decisivo na formação e difusão da crença da aura angelical que a envolve há 74 anos”, diz Barretto.

SAGRADA FACE DO SANTO SUDÁRIO

“Olhe para a Face de Jesus. Lá você verá como Ele nos ama.” Esta frase de Santa Teresinha faz-nos pensar numa antiga e piedosa devoção: a Santa Face de Jesus Cristo.”
Esta era uma das principais devoções da jovem carmelita de Lisieux, tanto assim que ela escolheu como nome religioso Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face. Em uma de suas cartas para a irmã Celina, numa época em que o pai, Sr. Martin, estava internado e muito doente, a santa escreveu:

“Jesus arde em amor por nós... Olhe sua face adorável!... Olhe estes olhos fechados e abaixados!... Olhe essas chagas... Olhe para a Face de Jesus. Lá você verá como Ele nos ama.” (Carta 87).

Sagrada Face.jpg

Em 2012, por ocasião da Quaresma, o Pe. Lourenço Isidoro Ferronatto, através da Associação Católica Nossa Senhora de Fátima, convidou nossos amigos e benfeitores a contemplar a Sagrada Face de Cristo e, assim, se preparar para a Semana Santa e para a Páscoa. A todos, enviou como presente a fotografia do Santo Sudário de Turim.
Para algumas pessoas, é difícil meditar nos sofrimentos de Jesus, pois se sentem mais atraídas pelas alegrias de Sua vida. Entretanto, é preciso saber contemplar todos os aspectos da vida de Nosso Salvador: os alegres, os luminosos, os gloriosos e os dolorosos também, como fazemos no Rosário.
O semblante divino de Cristo nos convida a que rezemos junto com Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face: “Sob esses traços desfigurados, reconheço Vosso infinito amor e desejo ardentemente Vos amar e tornar-Vos amado por todas as pessoas.”
Desejamos ardentemente seguir o exemplo de Santa Teresinha e recolher as lágrimas que correram com tanta abundância dos divinos olhos de Jesus, verdadeiras pérolas preciosas, que, com seu valor infinito, resgatam as almas dos pecadores.
É por esta razão que a Associação Católica Nossa Senhora de Fátima está empenhada na divulgação da devoção da Sagrada Face de Jesus nos lares brasileiros. Ela é inspirada em diversas passagens da Bíblia e nos Evangelhos e tem a sua origem nos primeiros séculos de vida da Igreja.
Os Salmos ecoam, repetidas vezes, a comovedora súplica do povo eleito: “Fazei brilhar a Vossa face sobre nós”. Mas é apenas no Novo testamento, com a vinda de Jesus à terra, que a face de Deus toma as feições de um rosto humano, que se pode ver e contemplar.
Cristo afirmou taxativamente “Quem me vê, vê o Pai” (Jo 14, 9) e, no alto do Monte Tabor, Ele se transfigurou diante de alguns apóstolos escolhidos e seu rosto ficou cheio de luz, refletindo a sua divindade.
A devoção à Sagrada Face, entretanto, contempla o rosto sofredor de Jesus, ensanguentado e esbofeteado durante a Paixão. É a Face de Cristo no Horto das Oliveiras, na flagelação, na coroação de espinhos, e no caminho do Calvário, levando a cruz às costas.
Conta-nos os Evangelhos que, após a morte na cruz, José de Arimateia envolveu o Corpo de Cristo em panos de linho para sepultá-lo. Quando Pedro e João chegaram ao sepulcro, após a Ressurreição, viram “os panos postos no chão” e “também o sudário que estivera sobre a cabeça de Jesus” (Jo 20 6, 7).
Um grande lençol envolveu o Corpo inteiro e um véu a Sagrada Face. Por ter sido dobrado várias vezes, quatro imagens de Jesus ficaram estampadas no tecido. Elas estão guardadas em Santuários, como Oviedo, na Espanha, Manopello e Turim, na Itália. Nos últimos tempos, o Sudário de Turim tem sido estudado por diversos cientistas de vários países.
A tradição da Igreja nos fala também do véu de Verônica, que enxugou a Face de Cristo, ensanguentada no caminho do Calvário, e que, milagrosamente, ficou estampada no tecido. Apesar de não ser relatado nos Evangelhos, a piedade popular inseriu o episódio em uma das estações da Via Sacra.

Fonte: Associação Católica Nossa Senhora de Fátima

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

A GRUTA DA CONFIANÇA

Basílica de Santa Maria a Real - Covadonga..jpg

Se Cristo Se entrega a Maria com total abandono, devemos imitá-Lo, colocando-nos inteiramente nas mãos de sua Mãe, que também é nossa.

Adriana María Sánchez García

Quem visita o norte da Espanha fica extasiado com uma região especialmente atraente da Cordilheira Cantábrica: os Picos Nossa Senhora de Covadonga.jpgde Europa. Densos bosques, lagos de espelho, espetaculares formações rochosas e montes elevadíssimos, alguns até nevados, compõem um paradisíaco cenário que propicia a contemplação e, ao mesmo tempo, convida à aventura, já que seus impressionantes desfiladeiros podem ser uma grande surpresa ao viajante desprevenido. Incrustado naquelas montanhas, na província de Astúrias, se encontra o povoado de Covadonga, um dos mais encantadores tesouros destas terras ibéricas.

O ponto auge da vila é a imponente Basílica de Santa Maria a Real. Semelhante a uma fortaleza, suas torres se erguem sobranceiras, como se quisessem desafiar as rochas e o céu que a circundam. Simples em seu estilo neorromânico, mas majestosa e sólida, com sua coloração ligeiramente rósea parece acolher o peregrino que se aproxima, recordando a afabilidade de Nossa Senhora, que está sempre disposta a auxiliar os que a Ela recorrem.

No entanto, não é no interior da Basílica que se encontra a imagem cuja invocação dá nome ao lugar, mas sim numa recôndita gruta contígua. Em frente ao templo nasce uma calçada de pedra, que se une ao longo corredor que conduz à gruta. E ali, em um reduzido espaço no qual mal cabem 50 pessoas, pode-se venerar La Santina.

Coroada como Rainha dos Céus, Ela porta um belo manto bordado que lhe chega aos pés. Com uma das mãos segura uma rosa de ouro, como um cetro de bondade, e com a outrainterior da Gruta de Covadonga - Espanha..jpgcarrega o Menino Jesus. Voltado para a Mãe, Ele parece puxar-Lhe o vestido, como um filho que anseia pedir algo. Que desejo haveria em seu Sagrado Coração que só Ela pudesse satisfazer?

Nossa Senhora já sabe, sem dúvida, o que pede seu Divino Filho, que Se encarnou para o perdão dos pecados dos homens. Por isso, sem Se fixar n'Ele, olha para a frente, cruzando o olhar com o devoto que, a seus pés, faz uma tímida oração. Atendendo o desejo de Jesus, oferece àquele fiel sua misericórdia, convidando-o a depositar em suas mãos todas as penas e dificuldades da vida, pois não é em vão que Ela carrega nos braços o Onipotente.

Se Cristo se entrega a Maria com total confiança e abandono, nós, que nada podemos, devemos imitá-Lo, colocando-nos inteiramente nas mãos de sua Mãe, que também é nossa. Por mais misérias que sintamos em nós, não deixemos de recorrer à Santíssima Virgem, para que Ela nos ajude a combater nossos defeitos e a lutar contra as tentações que possam nos assaltar, e nunca nos afastemos de Nosso Senhor Jesus Cristo, na fidelidade plena à sua Santa Igreja Católica Apostólica Romana..

Por:  Adriana María Sánchez García

(Revista Arautos do Evangelho, Setembro/2014, n. 153, p. 50-51)

Fonte: ARAUTOS DO EVANGELHO

ESCADA MILAGROSA

escada milagrosa

A inexplicável distração de um arquiteto do século XIX criou um problema "insolúvel", do qual resultou uma admirável obra de arte que encanta as almas abertas para o maravilhoso e até hoje deixa perplexos os mais competentes especialistas.

Na prodigiosa escada cujas fotos o leitor pode apreciar nesta página, tudo é harmônico e deslumbrante. Ocupando um mínimo de espaço, ela eleva-se elegantemente em caracol, fazendo duas voltas de 360 graus.Escada Santa Fe_B_.jpg

Sua história, tão surpreendente quanto encantadora, justifica por inteiro o nome que lhe foi dado pela devoção popular: Escada Milagrosa.

 

Em 1853, as "Irmãs de Loreto" fundaram na cidade de Santa Fé, Estados Unidos, a Escola de Nossa Senhora da Luz (Loreto), para educação de meninas.
 

O estabelecimento prosperou e, anos depois, as freiras decidiram construir uma capela dedicada à sua Padroeira. E optaram pelo estilo gótico, à imitação da famosa Sainte Chapelle, de Paris.

Somente quando estava concluída a obra, em 1878, as boas religiosas deram-se conta de um monumental descuido do arquiteto: não havia escada de acesso ao coro, situado a cerca de dez metros de altura!... E a construção de uma escada comum, não apenas deformaria o estilo, mas reduziria de modo inaceitável o espaço útil do pequeno templo.

Escada Santa Fe_C_.jpg

Como resolver o problema? Foram consultados arquitetos, carpinteiros e outros profissionais. Todos afirmaram categoricamente que a única "solução" era usar uma escada portátil.

Mas as freiras queriam uma igreja bela, digna da Rainha de todas as belezas. E se a técnica humana era incapaz de resolver o problema, "para Deus nada é impossível", como nos ensina o Divino Mestre.

Cheias de fé, iniciaram uma novena a São José. Afinal de contas - argumentavam elas - ele é um carpinteiro inigualável e deve empenhar-se para que uma igreja dedicada à sua Esposa santíssima seja em tudo perfeita como Ela!

Justamente no último dia da novena, apresentou-se um carpinteiro à procura de trabalho. Chegou montado num jumento, trazendo na mão sua caixa de ferramentas. Foi logo contratado para executar a obra considerada impossível. Trabalhou com diligência e discrição durante cerca de seis meses.

Certo dia as freiras verificaram, deslumbradas, que estava construída uma esplêndida escada em forma de caracol. Para resolver um mero problema funcional, o discreto e eficiente artífice havia adornado a pequena capela com uma autêntica jóia de madeira.Escada Santa Fe_A_.jpg

Onde estava ele? Ninguém sabia. Havia desaparecido sem se despedir de pessoa alguma. Não recebeu pagamento nem sequer um simples agradecimento pelo serviço prestado. Procuraram-no inutilmente, inclusive por meio de um anúncio publicado no jornal da cidade.

Por outro lado, um exame meticuloso da escada causava em todos enorme admiração. Sua magnífica estrutura, a elegância com que ela se eleva, além de vários detalhes da construção, deixam perplexos os especialistas até o dia de hoje.
Por exemplo, ela faz duas voltas completas de 360 graus sem nenhum apoio colateral e é toda feita de encaixes, sem utilização de um único prego. Algumas de suas peças são de um tipo de madeira inexistente na região.

Em vista das circunstâncias em que foi feita a novena a São José, a inexplicável perfeição da obra, sob o ponto de vista humano, e o misterioso desaparecimento do artista, as freiras não tiveram dúvida em tirar a conclusão: o próprio esposo castíssimo da Virgem Maria viera realizar, em homenagem a Ela, aquilo que a técnica humana considerava impossível.

E lá está até hoje, maravilhando todas as almas capazes de ver e amar a beleza, a Escada Milagrosa da capela de Nossa Senhora de Loreto, na cidade norte-americana de Santa Fé.

ESCADA

Fonte: logo

SÃO JOÃO MARIA VIANNEY

São João Maria Vianney

Com sua fervorosa vida de oração e seu apaixonado amor a Jesus Crucificado, São João Maria Vianney alimentou a sua cotidiana doação sem reservas a  Deus e à Igreja.

O Cura d'Ars era humilíssimo, mas consciente de ser, enquanto padre, um dom imeSanto Cura de Ars_4.jpgnso para o seu povo: "Um bom pastor, um pastor segundo o coração de Deus, é o maior tesouro que o bom Deus pode conceder a uma paróquia e um dos dons mais preciosos da misericórdia divina".

Falava do sacerdócio como se não conseguisse alcançar plenamente a grandeza do dom e da tarefa confiados a uma criatura humana: "Oh como é grande o padre! [...] Se lhe fosse dado compreender-se a si mesmo, morreria. [...] Deus obedece-lhe: ele pronuncia duas palavras e, à sua voz, Nosso Senhor desce do Céu e encerra- Se numa pequena hóstia".

sábado, 20 de setembro de 2014

AMBIENTES QUE FAVORECEM A VIRTUDE

Deus estabeleceu misteriosas e admiráveis relações entre certas formas, cores, sons, perfumes, sabores e, de outro lado, certos estados de alma. Por esses meios pode-se influenciar a fundo as mentalidades e induzir pessoas, famílias ou povos a adotarem um determinado estado de espírito.

Assim, o solene bimbalhar do sino tem o condão de elevar o pensamento para o sobrenatural. O perfume do incenso põe-nos em estado de oração. E, conjugando vários desses elementos, é possível criar ambientes que oponham barreiras às nossas paixões desregradas e predisponham o espírito para a virtude, para o bem.

Ora, a recíproca também é verdadeira. A análise das manifestações artísticas de uma civilização apresenta-se como um dos melhores recursos para conhecer sua forma de pensar, pois o ideal de beleza e harmonia que nela impere estará sempre intimamente ligado aos princípios filosóficos e morais que a conformam.

Por exemplo, a alma equilibrada e desejosa de elevar-se é admiravelmente expressa pelas formas esguias das catedrais góticas, sua diáfana concepção do espaço, o rico colorido dos vitrais e a expressividade das esculturas. Elas conseguem transmitir certos aspectos imponderáveis da filosofia e a teologia da época que nem sequer nos sublimes raciocínios de São Tomás de Aquino é possível achar.

Mais ainda do que a arquitetura, tem a música o poder de despertar sentimentos e, através deles, influir nos estados de espírito e até nas mentalidades. Pensemos no que seria, por exemplo, um desfile militar em completo silêncio, um filme de ação desprovido de trilha sonora ou uma festa de Natal sem o “Noite Feliz”. A essência do fato permaneceria a mesma, mas faltar-lhe-ia uma das principais vias para atingir o interior da alma humana.

O DOM DO CONSELHO EM MARIA

Nossa Senhora tem muitos dons. Ela é cheia de graça. Aqui transcrevemos uma matéria sobre um desses dons em Maria:
Nada mais banal do que o correr das águas num rio; entretanto, nada mais emocionante e grandioso do que o momento Nossa Senhora do Bom Conselho..jpgem que as sagradas águas do Batismo caem sobre a cabeça do neófito, pois é neste momento que Deus infunde na alma as virtudes teologais e cardeais, que inclinam a vontade à realização de boas obras.
Entretanto, devido à imensa fragilidade do homem após o pecado original, as virtudes não são suficientes para fazê-lo viver com toda a perfeição. Por este motivo, Deus concede também os sete dons do Espírito Santo - entendimento, sabedoria, ciência, conselho, fortaleza, piedade e temor de Deus - que são "hábitos sobrenaturais infusos, que agem sobre as virtudes, fortalecendo-as, tornando-as mais robustas e conduzindo-as a seu pleno desenvolvimento".1
Por meio deles o cristão recebe não um convite sobrenatural comum para praticar o bem ou evitar o mal, como é próprio às virtudes, mas uma moção especial do Espírito Santo que o impele a executar aquilo que o próprio Deus deseja.2 Ou seja, requer da pessoa mais docilidade que atividade.

OS DESEJOS SANTOS CRSCEM COM A DEMORA

Como o amor de Santa Maria Madalena deve inspirar-nos à espera paciente por Nosso Senhor
A memória de Santa Maria Madalena é ocasião oportuna para recordar a centralidade do amor no coração do Cristianismo. À parte as várias discussões exegéticas e históricas sobre quem foi Maria Madalena e em que trechos essa personagem aparece nas Escrituras, a cena célebre a que se deve recorrer no dia de hoje é, sem dúvida, a passagem em que Nosso Senhor, já ressuscitado, aparece à santa de Magdala, recompensando a sua espera amorosa junto ao Seu túmulo.

ALELUIA…

Papa aos cristãos iraquianos: a Igreja sofre com vocês

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

O PÃO DA VIDA E DA UNIDADE - A Eucaristia

O PÃO DA VIDA E DA UNIDADE - A EUCARISTIA

“Ficai certos de que todos os instantes da vossa vida, o tempo que passardes diante do Divino Sacramento será o que vos dará mais força durante a vida, mais consolação na hora da morte e durante a eternidade”.

Santo Afonso de Ligório

VÍDEO (editado em 14 de setembro de 2014):

Fonte: Ave Luz

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

FÉ, ESPERANÇA E CARIDADE: as três maiores virtudes fortalecidas pela Encarnação do Verbo

As três maiores virtudes: Fé, Esperança e Caridade

Estas três virtudes são chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao Nosso Senhor Jesus Cristo Dizendo Deixai as criancas vir a mim- Igreja de Sao Felipe de Neri - Savigliano - Italia..jpgque Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos.

Estas são, sem dúvida, as virtudes mais elevadas, pois elas é que nos fazem aperfeiçoar as outras virtudes morais que não atingem o fim último do homem, mas sim os meios para chegar a este fim.

Quando Deus decidiu criar - para usar uma linguagem humana, pois ao falar de Deus não se pode falar em quando; Ele tinha "decidido" desde toda a eternidade todas as coisas - teve em vista antes de tudo Nosso Senhor Jesus Cristo, e não a criação, como nós conhecemos na ordem cronológica. Toda a criação existe em função do Verbo de Deus e como um reflexo seu.

Uma vez que Deus quando criou teve em vista em primeiro lugar a Ele, e se estas - fé, esperança e caridade - são as virtudes mais importantes, qual a relação destas virtudes com a Pessoa adorável do Verbo, e mais especialmente com a sua Encarnação? Podemos dizer que estas virtudes foram fortalecidas em virtude da Encarnação? Por que são fortalecidas pelo fato de ter havido a Encarnação?

ESTUDO SOBRE A IGREJA CATÓLICA: Quando somos sacerdotes, profetas e reis?

Precisamos entender bem quando dizemos que o povo de Deus é um povo de sacerdotes, profetas e reis.

Depois de tanto tempo na Igreja é normal observarmos alguns absurdos ensinados em movimentos, pastorais e até em homilias. Um erro gravíssimo que encontro é quando o palestrante ou pregador ensina aos fiéis presentes a noção que ser “Filho de Deus” é algo que impõe uma determinada posição de destaque, privilégio ou superioridade. É fato que muitas vezes esta impressão é passada para “elevar a estima” dos fiéis que tantas vezes está meio derrubada devida a tantos problemas, mas mesmo assim, na maioria das vezes o tiro sai pela culatra e as pessoas acabam acreditando que por serem “filhos e filhas de Deus”, elas tem alguma espécie de privilégio espiritual, ou acham que por serem “filhos e filhas”, Deus tem a obrigação de lhes dar o que precisam na hora que desejam…

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

SÃO ROBERTO BELARMINO–17 de Setembro

SÃO ROBERTO BELARMINO

Sua viva fé e profunda sabedoria foram de incalculável valor para a Igreja. Se considerável parte da Áustria e da Alemanha ainda hoje permanece católica, deve-se, em boa medida, ao apostolado deste filho de Santo Inácio.

Apesar de haver ele disposto no testamento que seus funerais fossem sóbrios, como correspondia a um membro da Companhia de Jesus, quis o Papa Gregório XV dar grande solenidade às exéquias daquele Cardeal que tanto bem fizera à Igreja de Cristo. Sao Roberto Belarmino.JPGRevestido da púrpura recebida havia 22 anos, o corpo de Sua Eminência foi velado na igreja da Casa Professa dos Jesuítas, onde o povo se aglomerara para lhe prestar a última homenagem. Tornou-se necessário recorrer a uma guarda a fim de evitar a indiscreta devoção dos presentes.

Todo o Sacro Colégio participou dos ofícios, e o registro do Consistório lavrou ata da sua morte nos seguintes termos: "Esta manhã, 17 de setembro de 1621, à hora duodécima, o Reverendíssimo Senhor Belarmino, Cardeal Presbítero, de Montepulciano, passou desta região de morte para a morada dos vivos. Era um homem notabilíssimo, teólogo eminente, intrépido defensor da Fé Católica, martelo dos hereges, tão piedoso, prudente e humilde, como caridoso para com os pobres. O Sacro Colégio e toda a Corte Romana sentiram e choraram vivamente a morte de tão grande homem".1

terça-feira, 16 de setembro de 2014

ESTUDO SOBRE A IGREJA CATÍLICA: Por que dizemos que a Igreja é o povo de Deus?

igreja-povo-de-deus

Comumente ouvimos a expressão “Povo de Deus” quando alguém se refere às pessoas que frequentam a Igreja. Mas será que o termo é justificado? Será que de fato o povo de Deus diz respeito unicamente as pessoas que vão a Igreja? De onde vem esta expressão?

No blog Dominus Vobiscum que você acabou de acessar, fazemos um contínuo estudo do Catecismo da Igreja Católica, com o objetivo de partilhar com você aquilo que a doutrina da Igreja Católica ensina de uma forma mais simples, sem tantas palavras rebuscadas para facilitar o entendimento de todos. Neste momento estamos estudando especificamente a nossa Igreja, seus termos e expressões. Eis que chega a hora de entender a expressão “povo de Deus”.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

NOSSA SENHORA DAS DORES

NOSSA SENHORA DAS DORES

Rememorando com piedade os sofrimentos que por nossa salvação padeceu a Virgem Maria, recebemos de Deus grandes graças e benefícios. E cumprimos um preceito do Espírito Santo:  "Não te esqueças dos gemidos de tua mãe"

É impossível não sentir profunda emoção ao contemplar alguma expressiva imagem da Mater Dolorosa e meditar estas palavras do Profeta Jeremias, que a piedade católica aplica à Mãe de Deus: "Ó vós todos que passais pelo caminho, parai e vede se há dor semelhante à minha dor" (Lm 1, 12). A esta meditação nos convida a Liturgia do dia 15 deste mês, dedicado a Nossa Senhora das Dores. Antes de fazer parte da liturgia, as dores de Maria Santíssima foram objeto de particular devoção.

Os primeiros traços deste piedosa devoção encontram-se nos escritos de Santo Anselmo e de muitos monges beneditinos e cistercienses, tendo nascido da meditação da passagem do Evangelho que nos mostra a dulcíssima Mãe de Deus e São João aos pés da Cruz do divino Salvador.

Foi a compaixão da Virgem Imaculada que alimentou a piedade dos fiéis. Somente no século XIV, talvez opondo-se às cinco alegrias de Nossa Senhora, foi que apareceram as cinco dores que variariam de episódios:

1. A profecia de Simeão
2. A perda de Jesus em Jerusalém
3. A prisão de Jesus
4. A paixão
5. A morte

Logo este número passou para dez, mesmo quinze, mas o número sete foi o que prevaleceu. Assim, temos as sete horas, uma meditação das penas de Nossa Senhora, durante a paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo:

TERÇO DAS DORES ATUAIS DA VIRGEM MARIA - PELOS AFASTADOS DA IGREJA CATÓLICA

ÁUDIO COM EXPLICAÇÃO SOBRE O TERÇO DAS DORES ATUAIS:

link do áudio para download

TERÇO DAS 7 DORES ATUAIS DA VIRGEM MARIA

- Uma devota perguntou a Virgem Maria: quais são suas 7 dores atuais ? A resposta está aqui:

Sinal da Cruz — Creio…

Oração a Jesus Crucificado:
Eis-nos aos Vossos pés, ó dulcíssimo Jesus Crucificado, para Vos apresentar as Dores daquela que, com tanto amor, Vos acompanhou no caminho doloroso do Calvário. Fazei, ó bom Jesus, que nós saibamos aproveitar a lição que essas dores nos dão, para que realizando a Vossa Santíssima Vontade na Terra, possamos um dia no Céu Vos louvar por toda a eternidade. Amém.

Primeira Dor: “ Quando recebo, por meio de Jesus Crucificado, um filho sob meus cuidados, e ele não me recebe…”
- Vede, ó Jesus, que são as dores d’Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.
- Pai Nosso, 7 Ave Maria, Glória

Segunda Dor: “Quando preencho a vida deste filho com sinais para ser notada e invocada como protetora e ele não me vê…”
- Vede, ó Jesus, que são as dores d’Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.
- Pai Nosso, 7 Ave Maria, Glória

Terceira Dor: “Quando, apesar disso, derramo algumas graças sobre este filho e ele considera que as recebeu por merecimento e esforço próprio…”
- Vede, ó Jesus, que são as dores d’Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.
- Pai Nosso, 7 Ave Maria, Glória

Quarta Dor: “Quando me vejo com grandes bênçãos e graças para doar a este filho mas não posso dá-las porque um coração orgulhoso está distante do amor e da misericórdia de Deus…”
- Vede, ó Jesus, que são as dores d’Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.
- Pai Nosso, 7 Ave Maria, Glória

Quinta Dor: “Quando este filho começa a ser dominado por Satanás e nenhum de meus outros filhos, principalmente os meus sacerdotes, não se interessam em interceder por ele…”
- Vede, ó Jesus, que são as dores d’Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.
- Pai Nosso, 7 Ave Maria, Glória

Sexta Dor: “Quando Satanás dominou totalmente a vida de meu filho e nenhum de meus outros filhos reza por ele…”
- Vede, ó Jesus, que são as dores d’Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.
- Pai Nosso, 7 Ave Maria, Glória

Sétima Dor: “Quando meu filho perde a vida e deixa de ser meu filho…”
- Vede, ó Jesus, que são as dores d’Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.
- Pai Nosso, 7 Ave Maria, Glória

Oração Final:

Virgem Santíssima e Mãe das Dores, nós vos pedimos que junteis os vossos rogos aos nossos, a fim de que Jesus, o vosso divino Filho, a quem nos dirigimos, pelos méritos das vossas dores de Mãe, ouça as nossas preces e nos conceda, com as graças que desejamos, a salvação eterna. Ó Virgem dolorosa, que as vossas dores derrubem o império infernal. Amém

Salve Rainha…

Fonte: Ave Luz

NOSSA SENHORA DAS DORES


​Para um povo ela é rainha.
Para um exército é comandante.
E para nós crianças é a mãe.
Ela é formosa, poderosa e forte.
Treme a terra diante dela.
Quem será ela?
Ela é a Rainha do Céu e da Terra, Mãe de Deus e nossa, Generalíssima que venceu os exércitos dos inimigos de Deus. Ela é a que abrigou em seu ventre santo Aquele que o Universo inteiro não pode conter. Ela é Maria de Nazareth.

AS SETE DORES DE NOSSA SENHORA

 

A Festa das Sete Dores de Nossa Senhora nasceu da piedade cristã, que se compraz em associar a Virgem Maria à paixão de seu Filho. Já no século XI, as dores da Virgem Santa eram objeto de devoção particular. No século IV, apareceu o comovente Stabat Mater, que uma tradição, aliás contestada, atribui ao bem-aventuradoJacopone da Todi. Celebrada com grande solenidade pelos Servitas no século XVII, a Festa das Sete Dores foi estendida por Pio VII a toda a Igreja em 1814, a fim de lembrar os sofrimento que ela, a Igreja, acabava de atravessar na pessoa de seu chefe, primeiro exilado e cativo, depois solto graças à proteção da Virgem. Pio X, em 1912, fixou-a em 15 de setembro, oitava da Natividade [da Virgem]. A Igreja, ao mesmo tempo que sublinha os sofrimentos de Maria, insiste igualmente no corajoso amor que a levou a tomar parte tão íntima na obra da nossa Redenção. Ela é verdadeiramente aquela que, à semelhança de Judite perante a tribulação do seu povo, nada deixou de fazer para nos salvar da ruína. Oferecendo seu Filho por nós, tornou-se nossa Mãe e nós nos tornamos seus filhos.
(Missal Romano Quotidiano. Dom Gaspar Lefebvre e os Monges Beneditinos de S. André. Edição Bíblica. Bruges. Bélgica. 1963, p. 1283).    

As Sete Dores de Maria:
1 - A profecia de Simeão – Lc 2, 35
2 - A fuga com o Menino para o Egito – Mt 2, 14
3 - A perda do Menino no templo, em Jerusalém – Lc 2, 48
4 - O encontro com Jesus no caminho do calvário – Lc 23, 27
5 - A morte de Jesus na cruz – Jo 19, 25-27
6 - A lançada no coração e a descida de Jesus da cruz – Lc 23, 53
7 - O sepultamento de Jesus e a solidão de Nossa Senhora – Lc, 23, 55. 


No Mês de setembro, a Igreja recorda as Sete Dores de Nossa Senhora. Aqui, algumas sugestões:

  1. As dores de Nossa Senhora: http://farfalline.blogspot.com.br/2013/05/sabado-as-dores-de-nossa-senhora.html
  2. Carnaval: Meditação das Dores de Maria Santíssima: http://farfalline.blogspot.com/2013/01/carnaval-meditacao-das-dores-de-maria.html
  3. Compaixão e pranto da Virgem Maria: http://farfalline.blogspot.com/2013/06/meditacoes-compaixao-e-pranto-da-virgem.html
  4. Coroa de Nossa Senhora das Dores II: http://precantur.blogspot.com/2012/09/coroa-de-nossa-senhora-das-dores-ii.html
  5. Coroa de Nossa Senhora das Dores: http://precantur.blogspot.com/2011/09/coroa-de-nossa-senhora-das-dores.html
  6. Graças Prometidas por Nosso Senhor Jesus Cristo aos devotos de Nossa Senhora das Dores:http://precantur.blogspot.com/2012/09/gracas-prometidas-por-nosso-senhor.html
  7. Ladainha de Nossa Senhoras das Dores: http://precantur.blogspot.com/2012/09/ladainha-de-nossa-senhoras-das-dores.html
  8. Nossa Senhora das Dores: http://farfalline.blogspot.com/2012/09/nossa-senhora-das-dores.html
  9. Nossa Senhora das Dores II: http://farfalline.blogspot.com.br/2013/03/nossa-senhora-das-dores.html
  10. Novena a Nossa Senhora das Dores: http://precantur.blogspot.com.br/2012/09/novena-nossa-senhora-das-dores.html
  11. Oração a Nossa Senhora das Dores: http://precantur.blogspot.com/2012/09/oracao-nossa-senhora-das-dores.html
  12. Quarta-feira Santa: Nossa Senhora das Dores: http://precantur.blogspot.com/2013/03/quarta-feira-santa-nossa-senhora-das.html
  13. Setenário das Dores de Nossa Senhora Meditado: http://precantur.blogspot.com.br/2014/04/setenario-das-dores-de-nossa-senhora.html.
  14. Terço das Sete Dores da Virgem Maria: http://precantur.blogspot.com/2012/09/o-terco-das-sete-dores-da-virgem-maria.html

Virgem Mãe, tão santa e pura,
vendo eu tua amargura,
possa contigo chorar.
Que do Cristo eu traga a morte,
sua paixão me conforte,
sua cruz possa abraçar!
Em sangue as chagas me lavem
e no meu peito se gravem,
para não mais se apagar.
No julgamento consegue
que às chamas não seja entregue
quem soube em ti se abrigar.
Que a Santa Cruz me proteja,
que eu vença a dura peleja,
possa do mal triunfar!
Vindo, ó Jesus, minha hora,
por essas dores de agora,
no céu mereça um lugar.

Fonte:  PALE IDEAS

ORAÇÃO A JESUS SACRAMENTADO




Senhor meu Jesus Cristo, que, por amor aos homens, ficais dia e noite neste Sacramento, todo cheio de misericórdia e amor, esperando, chamando e acolhendo todos os que vêm visitar-Vos, eu creio que estais presente no Sacramento do altar. Adoro-Vos do abismo do meu nada e agradeço-Vos todas as graças que me tendes feito, especialmente a de Vos terdes dado a mim neste Sacramento, a de me haverdes concedido por advogada Maria, vossa Mãe Santíssima, e finalmente, a de me haverdes chamado a visitar-Vos nesta igreja. 

Saúdo hoje o vosso Coração amantíssimo e quero saudá-lo por três fins: primeiro, em agradecimento pelo grande dom de Vós mesmo; segundo, em reparação das injúrias que tendes recebido, neste Sacramento, de todos os vossos inimigos;terceiro, com a intenção de Vos adorar, por esta visita, em todos os lugares da Terra onde Vós, neste divino Sacramento, estais menos reverenciado e mais abandonado. 

Meu Jesus, amo-Vos de todo o meu coração. Arrependendo- me de, no passado, ter ofendido tantas vezes a vossa bondade infinita. Proponho, com a vossa graça, não mais Vos ofender no futuro. E nesta hora, embora miserável como sou, eu me consagro todo a Vós e Vos dou e entrego a minha vontade, os meus afetos, os meus desejos e tudo o que me pertence. Daqui em diante fazei de mim, e de tudo o que é meu, o que Vos aprouver. Somente Vos peço e quero o vosso santo amor, a perseverança final e o perfeito cumprimento da vossa vontade. 

Recomendo-Vos as almas do Purgatório, especialmente as mais devotas do Santíssimo Sacramento e da Santíssima Virgem Maria. Recomendo-Vos também todos os pobres pecadores. Enfim, meu amado Salvador, uno todos os meus afetos aos afetos do vosso Coração amantíssimo e, assim unidos, eu os ofereço a vosso Eterno Pai, pedindo-Lhe, em Vosso nome e por vosso amor, que Se digne de os aceitar e atender. Assim seja. 

Santo Afonso Maria de Ligório - Oração para antes da Visita ao Santíssimo Sacramento (Revista Arautos do Evangelho, Out/2009, n. 94, p. 40) 



Fonte:
logo

ORAÇÃO DA MEDALHA MILAGROSA DE SÃO BENTO

MEDALHA DE SÃO BENTO

 

A história da medalha de São Bento

São Bento usava com freqüência o sinal da cruz. Utilizava como forma de proteção, salvação e afirmação da vida e obra de Jesus. Fato é o episódio em que o cálice envenenado quebra-se ao ser feito o sinal da cruz sobre ele. O sinal da cruz era recomendado por ele a todos que estivessem passando por alguma aflição ou tentação maligna. Uma cruz era o selo dos monges na carta de sua profissão quando não sabiam escrever.
No século XVII, em Nattenberg, na Baviera, algumas mulheres acusadas de bruxaria afirmaram não ter conseguido sucesso em atingir o mosteiro beneditino de Metten. Ao ser investigado o fato, constatou-se que em seu interior estavam marcadas as paredes com diversas cruzes com algumas siglas misteriosas. Após alguns anos e mais pesquisas em bibliotecas e somente no século XX o mistério foi desvendado.

A Oração de São Bento

A Cruz sagrada seja minha Luz
Crux Sacra Sit Mihi Lux

Não seja o Dragão meu guia
Non Draco Sit Mihi Dux

Retira-te Satanás
Vade Retro Sátana

Nunca me aconselhes coisas vãs
Nunquam Suade Mihi Vana

É mal o que tu me ofereces

Sunt Mala Quae Libas

 

Bebe tu mesmo do teu veneno

Ipse Venena Bibas

Amém


Rogai por nós bem aventurado São Bento
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo

Fonte: http://jaccsf.wordpress.com/2009/07/03/oracao-da-medalha-milagrosa-de-sao-bento/

UM CONVITE À… CONFIANÇA!!!

São Tomás de Aquino nos define a confiança como sendo uma "uma esperança fortalecida por sólida convicção".1 Analisaremos, então, alguns aspectos dessa virtude que se faz tão necessária em nossos dias, pois com freqüência nos deparamos com pessoas tristes, desanimadas, e por vezes desesperadas por não estarem habituadas a ouvir a voz da graça que nos convida à confiança. Infelizmente são tantas as decepções, proporcionadas pelos acontecimentos que nos cercam, Nossa Senhora da Confiança..jpgque de uma maneira lenta e subconsciente se vai amortecendo nas mentalidades e nas almas a virtude da esperança que, segundo nos diz o catecismo, "é a virtude teologal pela qual desejamos como nossa felicidade o Reino dos Céus e a Vida Eterna, pondo nossa confiança nas promessas de Cristo e apoiando-nos não em nossas forças, mas no socorro da graça do Espírito Santo."(1817)

Nosso Senhor nos convida à Confiança

Durante a sua vida pública, Nosso Senhor não fez outra coisa a não ser nos dar mostra de seu amor pelos homens e de convidá-los à Confiança.

À alma culpada, oprimida sob o peso das suas faltas, Jesus dizia: "Confiança, filha, os teus pecados ser?te?ão perdoados!". "Confiança", dizia ainda à doente abandonada que só dEle esperava a cura, "a tua fé te salvou". Quando os apóstolos tremiam de pavor vendo?O caminhar, de noite, sobre o lago de Genesaré, Ele tranqüilizava?os por esta expressão pacificadora: "Tende confiança! Sou Eu, nada temais!". E na noite da Ceia, conhecendo os frutos infinitos do seu Sacrifício, lançava Ele, ao partir para a morte, o brado de triunfo: "Confiança! Confiança! Eu venci o mundo!...".2

São tantas as provas desse amor de Deus para conosco que toda e qualquer pessoa deveria nEle depositar toda sua confiança. Devemos ter a certeza de que Ele não só nos assistirá em todas as dificuldades espirituais, mas também em todas as necessidades temporais.

Uma Promessa Consoladora

"Procurai o Reino de Deus e sua justiça e o resto vos será dado por acréscimo". Foi assim que o Salvador concluiu o discurso sobre a Providência. Conclusão consoladora, que encerra uma promessa condicional: de nós depende o sermos por ela beneficiados. Nosso Senhor não diz que quase tudo nos será acrescentado, nem que pelo menos o essencial nos será acrescentado, mas promete que o RESTO nos será acrescentado.

O que é necessário é depositar todas as nossas preocupações no Coração Divino, procurando cumprir o contrato que Ele nos propõe: procurai o reino de Deus e sua justiça, e Ele de sua parte, cumprirá a palavra dada: e o resto vos será dado por acréscimo.

Claro está que esta confiança não nos desobriga da prece. Nas necessidades temporais, não basta esperar os socorros de Deus: é necessário ainda pedi-los.

Jesus Cristo deixou-nos no Pai Nosso o modelo perfeito de oração; ora, aí Ele faz?nos pedir o "pão de cada dia": "Panem nostrum quotidianum da nobis hodie". Peçamos, pois, o pão quotidiano. É uma obrigação a nós imposta pela fé e pela caridade para conosco mesmos. Entreguemo?nos completamente à direção da Providência, e digamos a prece do Sábio: "Não me dês nem a pobreza, nem as riquezas; dá?me somente o que for necessário para viver; para que não suceda que, eu te renegue e diga: Quem é o Senhor? Ou que, constrangido pela pobreza me veja forçado a roubar, ou a blasfemar contra o nome do meu Deus" (Pv 30, 8?9).

Devemos, portanto, empregar todos os meios ao nosso alcance para adquirir a confiança. Sempre meditar sobre o poder infinito de Deus, sobre o seu imenso amor, sobre a inviolável fidelidade com que Ele cumpre as suas promessas, sobre a Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo. Entretanto, nunca se deve parar na expectativa. Da reflexão, passemos à ação. Devemos fazer frequentemente atos de confiança: que nosso dia a dia seja sempre uma ocasião para os renovar. E é, sobretudo, nas horas de dificuldades e de provação que os devemos multiplicar. Não nos cansemos de repetir em todos os momentos de nossa vida a invocação tão tocante: "Coração de Jesus, eu tenho confiança em Vós!".

Por: Lucas Antonio Pinatti – 2º Ano de Teologia - 2014/09/08

1 São Tomás de Aquino, S. Th. 2?2, q. 129, art. 6, ad 3.

2 SAINT LAURENT, Thomas de. Livro da confiança. São Paulo: Artpress, 1960. p.3.

Fonte: logo

domingo, 14 de setembro de 2014

EXALTAÇÃO DA SANTA CRUZ

Exaltaçao da Santa Cruz

A piedade católica, movida pelo Espírito Santo, modelou ao longo dos séculos, variadas formas de devoção àquilo que representa, de maneira tocante, a Redenção do gênero humano: a Santa Cruz de Jesus Cristo.

"O crux ave, spes unica. Hoc passionis tempore. Piis ad auge gratiam. Veniam dona reisque."

"Salve a cruz, nossa única esperança. Neste tempo de sofrimento concede graça e misericórdia aqueles que aguardam julgamento."

A condenação à morte pelo suplício da cruz era uma morte ignominiosa, reservada para os ladrões e assassinos. Segundo nos relata Cícero, os roJesus Crucificado - Catedral de Salvador da Bahia - Brasil..jpgmanos tinham duas maneiras de eliminar os criminosos: uma nobre, a decapitação, e outra ignominiosa, que era a morte pela cruz. Portanto, Cristo morreu pela maneira mais cruel, a morte pela cruz.

No suplício da cruz o condenado, ao ser pregado na cruz, chegava ao máximo da dor, uma vez que ao ter suas mãos pregadas na cruz, cada prego lhe dava uma descarga nos nervos, que fazia com que o condenado gritasse de dor. Na cruz o condenado perdia muito sangue e, em geral morria de asfixia, após muitas horas de sofrimento e, se continuava vivo, suas pernas eram quebradas e, neste caso, a morte era instantânea por asfixia. Com efeito, na cruz, a respiração é lenta e mais curta, pois o ar penetra os pulmões, mas não consegue fluir e o condenado tem sede de ar, semelhantemente ao asmático em plena crise.

ESTUDO SOBRE A IGREJA CATÓLICA: Por que dizemos que Cristo é a cabeça da Igreja?




Chamamos a Igreja de Corpo Místico de Cristo. Esta definição tem base no que a Igreja Católica Apostólica Romana desde os seus primórdios entende ser o plano de Deus para nós. Santo Agostinho, um dos primeiros bispos da Igreja e depois santo e doutor assim dizia:
“Congratulemo-nos, pois, e demos graças pelo fato de nos termos tornado não apenas cristãos, mas o próprio Cristo. Compreendes, a graça que Deus nos fez, dando-nos Cristo por Cabeça? Admirai e alegrai-vos: nós tornamo-nos Cristo. Com efeito, uma vez que Ele é a Cabeça e nós os membros, o homem completo é Ele e nós [...]. A plenitude de Cristo é, portanto, a Cabeça e os membros. Que quer dizer: a Cabeça e os membros? Cristo e a Igreja” [Santo Agostinho, In Iohannis evangelium tractatus 21, 8: CCL 36, 216-217 (PL 35, 1568)]

sábado, 13 de setembro de 2014

SAIBA QUE A BÍLIA LHE DIZ COMO AMAR SUA ESPOSA!

 

Você tem uma companheira para a vida inteira, que bênção! Agradeça a Deus e reze por ela diariamente

Pense em quão solitário você ficaria sem ela. Adão ficou sozinho e não foi bom para ele, então Deus lhe deu uma esposa. Você tem uma companheira para a vida inteira, que bênção! Agradeça a Deus e reze por ela diariamente.
Os esposos têm a responsabilidade de amar e honrar suas esposas. Você gostaria de ser um esposo que ama sua esposa assim como Cristo ama a Igreja? Então siga estes conselhos da Bíblia:


1. Ame sua esposa como Cristo amou a Igreja (Efésios 5, 25)
O amor de Jesus pela Igreja é ilimitado, nada o detém. Ele deu sua vida pela Igreja. Sob a autoridade de Deus, ame sua esposa como se você desse sua vida a Deus.


2. Ame sua esposa da mesma maneira como você ama sua vida (Efésios 5, 28-33)
Cuide das necessidades e do bem-estar da sua esposa. Sinta sua dor e doença, alegre-se com sua saúde como se fosse sua própria vida. As necessidades espirituais, físicas, emocionais e econômicas dela devem merecer seu esforço absoluto. Só dessa maneira você poderá amá-la e provê-la, assim como você faz com sua própria pessoa.


3. Seja compreensivo (1 Pedro 3, 7)
Para ser compreensivo, é preciso renunciar a si mesmo. Quando ela precisar carregar coisas pesadas, ajude-a! Se precisar de tempo, proporcione-o! Auxilie sua esposa com toda a sua energia; mostre-lhe seu amor com toda consideração. Reze e peça a Deus a graça de ver em que momentos você poderia ser mais compreensivo, e melhore seu comportamento.

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

O QUE FAZER QUANDO OS FILHOS JÁ NÃO ESCUTAM OS PAIS?

Você é sacerdote do seu lar e pode exercer este sacerdócio com a autoridade que o Senhor lhe deu para isso

A paternidade é um dom, mas, como tal, implica responsabilidade. A concepção de um filho exige novas atitudes diante da própria vida e daquela que foi colocada nos braços dos pais, levando em consideração que o filho não lhes pertence, que a pátria potestade que a natureza e o Estado lhe reconhecem não são um simples direito, mas um dever a ser cumprido.
Tais direitos não se limitam aos conteúdos da Carta Universal dos Direitos Humanos, mas também a outros que a Bíblia nos traz: " Quem se descuida dos seus, e principalmente dos de sua própria família, é um renegado, pior que um infiel" (1 Tim 5, 8); "Os mandamentos que hoje te dou serão gravados no teu coração. Tu os inculcarás a teus filhos, e deles falarás, seja sentado em tua casa, seja andando pelo caminho, ao te deitares e ao te levantares" (Dt 6, 6-7).
Não é somente o Estado quem exigirá o cumprimento das responsabilidades que os pais têm, mas o próprio Deus pedirá contas a eles com relação ao dom que lhes ofereceu.
Não é fácil educar, sobretudo quando se leva em consideração que tudo o que a família ensina em casa parece querer ser tirado pelo mundo, diante das propostas destrutivas que este faz permanentemente, mascaradas de comodidade e prazer.
Chega um momento da vida em que, como pai de família, você experimentará a limitação que seus filhos vão impondo à sua autoridade sobre eles e de que maneira sentem que cada ensinamento se torna o que eles consideram uma limitação da sua autonomia e liberdade.
Então surge o desespero e a frustração embarga o coração dos que veem, impotentes, como seus filhos vão pisoteando tudo aquilo que lhes foi transmitido com tanto esforço, para começar a viver de uma maneira muitas vezes contrária aos princípios cristãos.
"O que fazer?" – perguntam-se muitos. É então que começam a nos procurar para pedir um pouco de oração pelo rebelde que se afasta cada vez mais de Deus: "O senhor está mais perto de Deus, padre, Ele o escuta mais facilmente". Diante destas petições, costumo dizer que eu posso fazer a oração, mas que a oração de um pai e de uma mãe é insubstituível aos olhos de Deus.
Todos os pais e mães de família são verdadeiros sacerdotes do seu lar; estão chamados a oferecer sacrifícios pelos seus filhos e por si mesmos diante do Senhor, pela sua conversão e salvação.
Deus nunca deixará de ouvir a oração de uma mãe aflita que clama ao céu pela conversão dos seus filhos. Esta oração tem todo o poder de transformar e de fazer o inferno tremer, pela fé daquela que, de joelhos diante do Senhor, lhe oferece um culto reverente e de adoração obediente.
As famílias de hoje precisam de pais que cubram seus filhos com sua oração. Enquanto são pequenos, eles se deixam levar e escutam atentamente o que lhes é ensinado, mas, na adolescência e na juventude, sentem-se invencíveis e acreditam que nada nem ninguém poderá prejudicá-los, e sobretudo acham que estão totalmente prontos para vencer o mal.
O que não sabem é que o mal nunca aparece com seu verdadeiro rosto, mas com outro disfarçado de bem, de bondade, de altruísmo e de "amigos" que só querem ajudar a voar.
Mães e pais intercessores sabem que a oração não é somente para pedir saúde (considerado o maior bem existente, algo que não é verdade), mas também para pedir sabedoria, como Salomão, para conduzir seus filhos ao porto seguro da eternidade diante de Deus.
Precisamos de pais e mães que confiem no poder que sua oração tem, como a de Maria nas bodas de Caná, e que se unam para ajudar-se nesta tarefa de interceder pelos seus familiares.
A responsabilidade da paternidade não acaba com a maioridade dos filhos, pois o limite não é entregá-los ao mundo sendo bons cidadãos, mas filhos salvos pelo amor de Jesus. "De que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, se perde sua alma?"
Dobre seus joelhos diante do Criador, clame ao céu para que, pela sua obediência, todos os da sua casa sejam abençoados. Lembre-se de que você pode ser um instrumento de salvação ou condenação para eles.
Você é sacerdote do seu lar e precisa exercer este sacerdócio com a autoridade que o Senhor lhe deu para isso. O Senhor o escutará. Quando os conselhos não são ouvidos por um filho obstinado, a oração que você faz por ele será seu principal recurso na fé.

Fonte: http://www.aleteia.org/pt/educacao/artigo/filhos-que-nao-escutam-os-pais-5819557885247488?utm_campaign=NL_pt&utm_source=daily_newsletter&utm_medium=mail&utm_content=NL_pt-03/09/2014

ORAÇÃO DE SANTA BERNADETE PEDINDO A RESIGNAÇÃO NA HORA DO ABANDONO - 3º Dia

Santa Bernadette: corpo incorrupto em Nevers, França.
Santa Bernadette: corpo incorrupto em
Nevers, França.
Humilhai-me, então quanto Vos aprouver, e consolai-me somente a fim de que eu possa sofrer e perseverar até à morte no sofrimento.
Ela não diz, por exemplo: “Mandai-me agora novas humilhações”.
Não, é quanto quiserdes.
Se quiserdes fazer cessar essas humilhações agora, está bem. Se quiserdes inundar-me de consolações agora, está bem.
Mas também se, de outro lado, Vós quereis me humilhar, na aparência quebrar-me, eu aceito, ó meu Deus. Eu sei que é Vossa mão que está dirigindo as coisas.
Como um maestro com sua batuta dirige os vários instrumentos musicais, assim as várias causas da minha desolação funcionam à maneira de uma orquestra de dores.
Às vezes Nosso Senhor manda outro fator que torna a dor mais viva, ou manda outra decepção.
Então será a traição de um amigo, de um ser querido, será uma dor física, será um prejuízo nos negócios, será a perspectiva de um agravamento muito grande de uma moléstia, será isto, aquilo e aquilo outro.
Pouco incomoda, é a mão de Jesus que está fazendo com que esses instrumentos se movam no ar.
Eu estou disposto e aceito as dores, e quando me acontecer uma coisa inopinada e eu disser: “Mas até isto, ó meu Deus”, eu me lembrarei de Jesus que do alto da cruz disse: “Deus, Deus meus, quare me dereliquisti? – Deus, ó meu Deus, por que me abandonastes?”

ESCULTURA DE SOBRENATURAL BELEZA

Catedral de Amiens..jpg

O BELO DEUS DE AMIENS

A "Bíblia de Pedra". Este sugestivo nome é atribuído à Catedral de Amiens(França), porque sua vasta iconografia representa os principais episódios do Antigo e do Novo Testamentos. Em seu pórtico, um artista anônimo esculpiu das mais belas imagens existentes de Nosso Senhor Jesus Cristo.

A Catedral de Amiens abriga a maior coleção de esculturas sacras da França. Quando ela foi construída, em meados do século XIII, alcançava seu apogeu o novo estilo gótico da arte escultural, que se esmerava em retratar de forma exímia individualidade, os gestos e sentimentos das pessoas representadas em suas obras.

DESEJO À VOCÊ


Que… “Chuvas de Bênçãos sejam derramadas abundantemente sobre ti e tua Casa“… Que… a Unção de DEUS seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente pela Glória de DEUS“… Que… “DEUS faça prosperar tudo aquilo que vier até tuas mãos, e que de uma semente cresçam milhares de árvores Frutíferas“… Que… “Todas as Promessas de DEUS sejam uma Coroa de Vitória e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu DEUS, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre“… Que… “Rios de águas Vivas corram dentro de tí, purificando, e levando tudo aquilo o que não é de DEUS“. Que…“A Glória de DEUS repouse sobre sua vida…Amém