Páginas

MENU

Menu Deslizante

PAI NOSSO

PAI NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU, SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME, VEM A NÓS O VOSSO REINO, SEJA FEITA A VOSSA VONTADE ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU. O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAÍ HOJE, PERDOAI-NOS AS NOSSAS OFENSAS, ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS A QUEM NOS TEM OFENDIDO, NÃO NOS DEIXEI CAIR EM TENTAÇÃO MAS LIVRAI-NOS DO MAL. AMÉM.

quarta-feira, 8 de abril de 2015

A CASA DE JESUS E AS PROVOCAÇÕES INFANTIS DE ALGUNS “ATEUS AMIGÁVEIS”

Quem é mesmo que está sendo irracional?

Você deve ter visto as notícias, faz algumas semanas, da descoberta da “possível” casa de Jesus em Nazaré. As manchetes de vários sites e jornais diziam: “Arqueólogos podem ter descoberto a casa da infância de Jesus”.
A tal casa já tinha sido encontrada, na verdade, em 1880: uma ordem de freiras descobriu por acaso uma antiga cisterna, começou a cavar em torno dela e achou um complexo de paredes, estruturas e cavernas que tinham ficado enterradas durante muito tempo. Em 1930, um padre que tinha sido arquiteto fez mais algumas escavações no local e descobriu um pouco mais das estruturas enterradas.
Tudo ficou por isso mesmo até que o arqueólogo Ken Dark, da Universidade de Reading, começasse a fazer extensas escavações no local ao longo dos últimos anos. Ele encontrou evidências arqueológicas que o convenceram de que aquele era um lar judaico do século I. E não só isto: ele observou que, sobre aquela casa, tinha sido construída uma igreja bizantina, que, por sua vez, foi substituída alguns séculos mais tarde por outra igreja, desta vez do tempo das cruzadas. Com base nos indícios materiais e históricos, Ken Dark especulou que a igreja bizantina fosse a Igreja da Nutrição, construída sobre uma casa que os bizantinos acreditavam ter sido o lar da infância de Jesus em Nazaré.

A recente divulgação dessas pesquisas não fez afirmação alguma de que aquela casa fosse “com certeza” o lar em que Jesus passou a infância. O artigo publicado por Ken Dark simplesmente declarava que, com base nos indícios encontrados, havia essa possibilidade.
E o que tudo isso tem a ver com os ateus?
Ultimamente, eu tenho lido alguns blogs mantidos por ateus porque quero entender melhor em que os ateus acreditam e por quê. Afinal, se pretendo falar sobre ateísmo, não quero deturpar os pensamentos e crenças deles, mas sim tentar compreendê-los e dialogar com eles.
Foi assim que achei um artigo no blog “Friendly Atheist” [“Ateu Amigável”], escrito por alguém que atende pelo nome de Terry Firma. Um dos artigos desse blog pretendia dar uma resposta ao anúncio de que fora descoberta a possível casa de Jesus em Nazaré.
Terry Firma escreveu: "É impossível saber se Mark Twain seduziu a cantora de ópera Jenny Lind no quarto da minha casa, que foi construída no século XIX. Mas essa possibilidade não pode ser descartada... Além disso, é impossível confirmar que, segundo as lendas locais, há um magnífico tesouro enterrado na baía próxima da minha casa. Mas isso também não pode ser refutado". A seguir, ele convidou os seus leitores a participarem da "brincadeira" de ridicularizar Ken Dark por ter afirmado que o seu achado arqueológico não está definitivamente comprovado, mas tampouco há elementos para descartá-lo.
O que Terry Firma fez foi ignorar todos os indícios factuais, históricos e arqueológicos da descoberta de Ken Dark, tirar suas palavras de contexto, distorcê-las completamente e ridicularizá-las. A comparação entre o achado de Ken e as lendas locais em torno à baía de Terry é ilógica e intelectualmente desonesta: ele tenta equiparar evidências arqueológicas reais com meras suposições folclóricas sem embasamento concreto.
O possível lar de Jesus em Nazaré era, de fato, uma casa judaica do século I. Uma igreja bizantina foi, de fato, construída sobre aquela casa. Há indícios históricos de que essa igreja seja a da Nutrição, o que demonstraria que os cristãos acreditavam, desde tempos muito antigos, que se tratasse mesmo da casa de Jesus. A igreja da época das cruzadas também foi, de fato, construída sobre o mesmo local, reforçando a ideia de que, ao longo dos séculos da cristandade, atribuiu-se àquele lugar uma grande importância. Tudo isso prova que era mesmo o lar de Jesus? Não. É claro que não. Mas Ken Dark nunca afirmou que isso estivesse provado. Ele apenas falou em

indícios.
E quanto a Terry Firma, será que ele respondeu de forma imparcial, tolerante, racional, lógica e científica diante dos indícios arqueológicos apresentados por Ken Dark?
Vejamos. Ken Dark apresentou indícios bastante concretos de que aquele achado arqueológico pode ser a casa de Jesus em Nazaré. Terry Firma, por sua vez, apresentou paralelos sem embasamento algum em dados e fatos arqueológicos, históricos, empíricos. Aliás, se aplicarmos o mesmo tipo de paralelo que Terry apresentou, podemos afirmar que “é bem possível que Terry Firma seja um extraterrestre. Não há provas disso. Mas isso também não pode ser refutado”.
Por que estou falando desse despropósito todo?
Porque esse tipo de despropósito é exatamente o que eu mais encontro na maioria das minhas conversas com pessoas que se dizem ateias. São pessoas que subestimam as minhas crenças. São pessoas que subestimam a minha inteligência. São pessoas que me menosprezam. Eu já fui ofendido, de dezenas de maneiras, por simplesmente fazer perguntas e propor respostas a partir de uma perspectiva cristã. Eles repudiam argumentos em favor da existência de Deus usando a mesma “lógica comparativa” com que Terry Firma repudia as evidências arqueológicas de Ken Dark: como se elas simplesmente não existissem. Eles insistem em fazer um paralelo improcedente entre a ideia da existência de Deus e a da existência de duendes, unicórnios e fadas. Terry Firma faz exatamente isto ao comparar fofocas sobre Mark Twain e boatos de um tesouro enterrado com as evidências físicas e históricas, reais e concretas, apresentadas por Ken Dark.
Terry Firma vai em frente: "É notável para todo o mundo que Ken Dark e sua equipe, talvez estimulados pela mídia ávida por uma história sensacional, trabalharam a partir de um resultado pré-concebido". É notável? E para todo o mundo? E com base em quê? Como Terry Firma pode saber qual foi a motivação de Ken Dark? Talvez com base no seguinte raciocínio: “Todo mundo sabe que isso não pode ser verdade porque Jesus nunca existiu. Portanto, todo o trabalho de Ken Dark parte de um resultado pré-concebido”. Quem está partindo de uma ideia pré-concebida é Terry Firma, ao assumir como premissa incontestável que Jesus não existiu. Provas? Ele não propõe nenhuma. Parece que só os outros precisam apresentar provas; ele não.
E Terry Firma encerra o seu artigo, pouco surpreendentemente, mencionando os unicórnios.
Agora dê uma olhada em alguns comentários que os leitores de Terry fizeram em seu blog:

"Está vendo esta pedra? Está vendo este arranhão na pedra? Nós acreditamos que Jesus começou a escreveu o nome dele aqui, mas foi interrompido. Não podemos saber com certeza, mas também não podemos afirmar que isto não aconteceu"(AlissaA).
"Cavando um buraco no meu quintal, encontrei uma coleção de pedras que são restos de um casebre de luxo em que Adão e Eva se hospedaram durante suas viagens pelo mundo, milênios atrás" (bicfj).
"Vejam o que eu encontrei! É o carvalho principal da floresta de Sherwood! Não vejo mais nenhuma razão para afirmar que Robin Hood não foi uma pessoa real" (TiltedHorizon).

Sarcasmo, arrogância, infantilidades. Nem sequer um únicoargumento racional contra a possibilidade apresentada por Ken Dark (esta, sim, baseada em indícios concretos). Eu me atrevo a conjeturar, além do mais, que nenhum desses comentaristas se preocupou em ler o artigo original escrito por Ken Dark antes de “comentá-lo” e “desqualificá-lo”. Os comentaristas se ativeram apenas aos filtros questionáveis de um blogueiro, dando-os por imparciais e corretos, e pareceram pressupor que estavam respondendo com racionalidade às “meras crenças” de um pesquisador “intelectualmente inferior” e “influenciado por lendas religiosas”.
E tudo isso num blog chamado “Friendly Atheist” [“Ateu Amigável”]. Imagine o que diriam os ateus hostis...

Fonte: Aleteia

DESEJO À VOCÊ


Que… “Chuvas de Bênçãos sejam derramadas abundantemente sobre ti e tua Casa“… Que… a Unção de DEUS seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente pela Glória de DEUS“… Que… “DEUS faça prosperar tudo aquilo que vier até tuas mãos, e que de uma semente cresçam milhares de árvores Frutíferas“… Que… “Todas as Promessas de DEUS sejam uma Coroa de Vitória e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu DEUS, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre“… Que… “Rios de águas Vivas corram dentro de tí, purificando, e levando tudo aquilo o que não é de DEUS“. Que…“A Glória de DEUS repouse sobre sua vida…Amém